27.11.07

Mais para as quotas (das boas) *

Só para dizer que te amo
Nem sempre encontro o melhor termo
Nem sempre escolho o melhor modo.

Devia ser como no cinema
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.

O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe
Como o mar está do céu

* e com dedicatória

3 comentários:

Maria Soledade disse...

QUOTAS Pedro?!Isso será falta de uns cigarritos?O calão que conheço para definir as velhotas(como eu)é Cota,ou será que estou errada?É que quota para mim cheira-me a dinheiro,ou a uma determinada porção de...
Corrige-me se estiver enganada.O entendedor em português és tu, e eu gosto de ser corrigida quando tenho dúvidas.
Jinhos

Pedro disse...

É quota no último sentido. Por causa das agora obrigatórias quotas de música portuguesa a passar na rádio. Beijinhos.

maria soledade disse...

Precipitei-me na interpretação!!!!!!!!!Como na antena 1 essa quota já é "cota",nem me lembrei da actualidade da questão,com a qual eu concordo plenamente pois é uma forma de tentarmos evitar a colonização anglo-saxónica.

Jinhos