15.2.08

E ela aí está...

... a pessoa em quem mais confio;
com quem mais posso contar (e ela comigo);
com quem mais sorrisos partilhei na vida;
com quem realizei a viagem mais fantástica (ai aqueles dias em Praga e Viena...);
a quem quero ver sempre feliz;
a quem tudo o que desejar será sempre pouco;
a quem tudo o que disser será menos ainda.


Inês, adoro-te! Se não fosses minha irmã, até que gostava de ser pai do teu filho. Só que devia ser chato ao miúdo crescer, olhar para mim e não saber se me trataria por papá ou tio.


O grunho ao lado sou eu, confirma...

5 comentários:

mik disse...

Tu foste adoptado. Definitivamente...

Pedro disse...

Eu sempre te disse que sim, não disse? Demoraste a acreditar ou simplesmente custou-te a aceitar a minha sina?
Abração

Anónimo disse...

tao lindo o meu maninho...também espero que a vida só te traga felicidade,mas eu cá estarei para partilhar também os momentos menos felizes...adoro-te muito****

EU disse...

hj ofereceram me um pequeno Livro e foi a minha irmã apesar de ser ela a fazer anos...
e que diz...dos amigos, podemos prescindir...
As irmãs ficam connosco para sempre. E, assim, aprendemos a aceitar-nos como somos. No bem e no mal.O que nos dá um enorme conforto.

rute disse...

Mas qual das duas, na foto, é a tua irmã?