25.3.08

Fosse sempre assim

Gosto de dias assim. Que começam com conversas surreais no elevador com alguém que nunca tinha visto antes na vida e com quem voltei-me a cruzar-me pouquíssimas horas depois no meio do nada. Prosseguem com diálogos mais irreais ainda no local de trabalho, intervalados por uma hora de almoço em que deu para desabafar algo muito meu com alguém que tenho como mais do que amigo. E dele ouvir igualmente coisas que ficam entre nós e assim consolidam uma amizade que tem tanto de longa como de sólida. Tempo ainda para cruzar-me na rua mais movimentada da cidade com as últimas pessoas que lá esperava encontrar – mas ainda bem que as encontrei, deu para matar saudades boas (não, não vou ver amanhã Portishead, deixei de gostar deles a partir do momento em que não consegui bilhete para o concerto).
Seguiu-se uma tarde de trabalho de atirar para o chão, compensada com o alcançar de algo que julgava irremediavelmente perdido depois de tempo infinito perdido em buscas que me deram cabo da paciência e dos nervos. E que bem que sabem estas pequenas conquistas. Por isso é que ainda gosto muito do que faço, apesar de achar que qualquer dia tenho um acidente vascular cerebral por causa do stress.
Ponto final já em casa com um belo de um banho a servir de aperitivo para depois andar por aqui com um copo de bom vinho na mão a ouvir música que adoro enquanto penso nas coisas simples da vida – e nas mais complexas também, que sou gajo de emaranhar pensamentos como se não houvesse amanhã. Não importa se sozinho, interessa que em paz comigo mesmo.

2 comentários:

EU disse...

E tem coisa mais linda do que gostarmos de estar acompanhados por nós mesmos !???
No meio da multidão e dado o ponto baixo em que me encontro concerteza que não te iria ver :-)lol
Isso do Concerto é só mau feitio lol

Eu disse te que precisava de ir ver montas antes de entrar sabes bem onde e comprar os 4 olhos que me vão caraterizar de hoje em diante :-) e caracteristica bem cara digo te já !!!

beijos e hj ligo te no meio do Concerto lol se não me atendes vais ficar a ouvir portishead para o resto da tua vida :-)

Pedro disse...

Deixa lá, eu sou alto e sou a pessoa mais distraída do mundo quando anda na rua. Isso de ligares a meio do concerto é pura maldade. Além disso, os Portishead não me dizem nada. Nem eu a eles. (Bem, a verdade é que estou roído de inveja boa de quem vai ao concerto, essa é que é essa).
Beijinhos