18.3.08

Sei que isto é completamente estúpido, mas...

Alguém conhece a receita ideal para conseguir eliminar e/ou reduzir drasticamente sintomas de raiva, desilusão, amargura e desalento?

Quem conhecer que me avise, por favor.

Obrigado.

8 comentários:

Anónimo disse...

Sei que vai apagar isso,mas cuidado,sentimentos reas e imaginários se confudem.e amor e ódio são sentimentos muito próximos....

EU disse...

Pedrolas, que me disseste tu!????

"estás a dar importancia demais á pessoa por sentires essa raiva!Na realidade ela não merece sequer que gastes o teu maravilhoso tempo com tais pensamentos!"

Foste tu que me disseste isto!!! Vai daí que eu estou a colocar em prática!! que tal fazeres o mesmo ??

Beijos e esta semana vamos dar uma volta, bem grande !!!!

Natacha disse...

Que tal acreditares que tomaste a decisão certa quando tinhas de tomar? Que a raiva não fará nada para além de te amargurar ainda mais? Que só tens é de olhar para a frente, com calma, sem ânsia, porque o futuro vai ser melhor? Acreditares mais em ti e em todas as qualidades que tens? Dares valor, isso sim, a quem realmente gosta de ti e está sempre por perto? Não te fechares em copas e em neuras consecutivas e procurares distrair-te, estar com quem te quer bem, falar, falar, falar... e beber uns copos??????
Pedro, chega! Anima-te!!!!!

G. disse...

Que tal beber uns copitos, poucos, com os amigos... rir a bandeiras despregadas com as palermices dos amigos... e pensar que tudo isso são coisas que passam, com o tempo!
beijocas amigas

rute disse...

Tens é mimo e falta de ter o que fazer. Vai trabalhar, malandro.

Mente Despenteada disse...

Li em tempos uma frase que nunca esqueço: "O sinal mais claro de inteligência é uma boa disposição constante". A imagem que tenho de ti, dos poemas declamados em plena redacção (normalmente em dueto com o também saudoso Nuno Santos) ou em cima de uma mesa do Tropical às tantas da manhã, era a de que eras uma das pessoas mais inteligentes (bem dispostas) que conheço. A raiva pode ser um período de férias dessa boa disposição, mas como as férias duram pouco, a raiva nunca poderá durar muito. Porque se estivessemos sempre de férias deixaríamos de dar valor àqueles momentos de doce ociosidade que elas nos permitem. Faz férias da raiva, e deixa-te ser a pessoa naturalmente risonha, inteligente e bem disposta que és. Terás sempre quem te acompanhe e quem se alegre com a tua alegria. Coragem! O mundo espera por ti, não vale a pena deixares que uma só pessoa, parte tão pequena desse mundo, te estrague a magia que ele ainda encerra. Beijinhos

John River disse...

XANAX!!!

Maria Soledade disse...

Pedro:A tua inteligência é maior do que o Oceano que te separa daquilo que consideras supostamente um risco!!!
Lembra-te que descendes de um povo que com muito menos "ferramentas" conseguíu descobrir o País Tropical, onde não só foi feliz como levou felicidade,
desprezando a solução fácil de encontrar um porto seguro mesmo ao virar da esquina.
Sabes bem, que no fundo de um copo não está a solução dos teus problemas mas a justificação para o fracasso de não querer enfrentar tanto mar...

Nunca te arrependas daquilo que fazes, mas sim do que deixas por fazer...

Beijos