12.3.08

Demência ou necessidade de férias?

- Quando confundo o código do multibanco com o de um dos meus e-mails e quase fico com o cartão retido na caixa do banco?

- Quando desato a buzinar a um anormal que me impede a passagem no trânsito e o gajo reage mostrando-me algo parecido com uma barra de ferro?

- Quando quero ao mesmo tempo estar sozinho e ter os amigos (apenas os melhores, os de circunstância dispenso) à volta?

- Quando me apercebo que não estou bem onde estou mas ainda não sei bem para onde ir?

- Quando insisto em massacrar-me apenas porque sim?

- Quando estou bem num dia e no dia seguinte me sinto a pior pessoa do mundo (isso deve ser por ser Gémeos, já devia estar habituado, eu sei)?

- Quando as memórias de coisas boas me parecem bem distantes?

- Quando quero explodir de raiva e só não o faço porque ainda tenho amor próprio?

- Quando o dinheiro que junto para o que quero das férias ainda não é suficiente para o que realmente pretendo?

- Quando me apetecia dizer a quem adoro que os realmente adoro e as palavras teimam em sair da boca?

- Quando sinto que não dou a devida atenção a quem genuinamente me quer bem?

- Quando me apetecia juntar meia dúzia de gente boa, os tais que realmente adoro, e com ela passar um fim-de-semana inteiro, ou mais tempo ainda, num sítio espectacular onde a palavra tristeza fosse proibida de entrar e apenas fossem permitidos copos, gargalhadas, non-sense e tudo, mas tudo mesmo, que pudesse fazer daquelas horas as mais perfeitas de sempre? (isto é um convite, não sei se perceberam... Podem colar-se que eu faço a selecção)

- Quando conto os dias para o concerto do Nick Cave como se fosse um tolinho?

- Quando tenho saudades dos copos que bebi nas últimas férias com quem nunca me sairá da memória (o meu pedacinho de Antes do Amanhecer, já morrerei feliz) e uns simples e-mails me fazem sentir vontade de sair daqui para fora (greets from Porto, anyway).

- Quando acho que tenho que ver um concerto dos Xutos só para matar saudades de tempos bons? (E uma vontade de rir nasce do fundo do ser. E uma vontade de ir, correr o mundo e partir, a vida é sempre a perder...)

- Quando ouço músicas só para me lembrar de pessoas e memórias específicas e elimino outras porque não quero recordar-me de outras situações que gostaria de apagar mas ainda não consigo?

- Quando acho que foi na adolescência que vivi os tempos mais felizes da minha vida com a pessoa a quem associo a palavra ternura , apesar de não a ver faz tempo, e temo que isso não volte acontecer com mais ninguém?

- Quando me sinto bem com o que tenho e ao mesmo tempo incompleto?

- Quando olho para a felicidade dos outros e sinto inveja boa, que a há?

- Quando continuo acreditar em algo que só me faz mal?

- Quando desato a escrever tudo o que me vai na alma sem me preocupar com quem me lê?

3 comentários:

EU disse...

Quando de repente leio o que escreves e parece que sou eu quem escrevo ou sinto ?

Quando eu sou Balança e não sou Gémeos!

Quando a raiva é tanto que acabo por assustar as pessoas ou então avivar coisas passadas aos outros.

Quando penso que não merece a pena ... e o caminho é mesmo para a frente !!

um beijo enorme !

Pedro disse...

Será bom ou mau perceberes que o que escrevo e sinto é idêntico ao que te magoa por dentro?

E podes estar segura de que não me assustas nem avivas memórias passadas. Já te disse isso um milhão de vezes e repito-o: a mim fazes-me mais que bem. Se te proporcionar o mesmo a ti pela metade, já me sinto feliz pelos dois.

O caminho é mesmo para a frente, podes ter a certeza. Basta encará-lo com optimismo e vontade de não nos magoarmos mais a nós próprios. Porque não o merecemos, assim como não merecemos que o passado domine o que queremos do futuro.

E raiva, amiga, é sentimento que não cabe dentro de nós. Somos grandes de mais para isso.

Um beijo mais enorme ainda para ti, que bem o mereces.
Smile!!! (é uma ordem, atenção...hehe)

EU disse...

vou ter que ler isto um milhão de vezes a ver se encaixa na minha pequena cabeça... pois digo te amigo que está dificil, muito mesmo !!!

bj enorme por seres grd !!! (não em tamanho que isso já sabemos :-)